Valorize sua casa com a iluminação correta


Não há uma regra específica, mas cada ambiente pede um tipo de luz que confere mais beleza e funcionalidade

Há uma teoria entre os arquitetos de que a iluminação é a alma do espaço. As luzes ajudam a revelar detalhes do ambiente. Também são fortes aliadas para torná-los mais acolhedores e sofisticados.
A dica é manter uma quantidade de luz que não incomode para criar um clima de aconchego (Fotos: Banco de Imagens / Think Stock)
Mas, a pergunta que surge para quem deseja investir em iluminação é: existe uma regra para iluminar os ambientes? A representante da loja Lustres Diamante, Mariana Guazzelli, diz que não há. Tudo vai depender da decoração e do gosto do cliente. Já a arquiteta Laurimar Coelho explica que é preciso adequar a iluminação ao layout criado.
“Se o cliente quer usar um espaço da sala de leitura, por exemplo, é preciso optar por uma iluminação mais focada”, diz.
Existe uma infinidade de ofertas para iluminação como luminárias, lustres, plafons, pendentes atéluzes de LED. Porém, é preciso saber usá-las da melhor forma.
Toda sala precisa de uma fonte principal, mas pode ser iluminada por luzes indiretas de outros pequenos focos, como spots e abajures, indicam especialistas
O proprietário da loja Illuminarium Iluminação, Fernando Garcia, explica que a utilização de cada tipo de luz vai depender do ambiente e do que se pretende com a iluminação. “Quando você pensa em uma sala de estar como você deseja que ela seja? Confortável e acolhedora?”, diz.
Segundo ele, toda sala precisa de uma fonte principal, mas pode ser iluminada por luzes indiretas de outros pequenos focos, como spots e abajures. “Mas é importante manter uma quantidade de luzque não incomode para criar um clima de aconchego”, sugere.
Garcia complementa que, na iluminação da sala de jantar, é indicado que haja um ou mais pendentes acima da mesa para proporcionar uma boa luz durante as refeições. Na sala de TV, a dica é uma iluminação mais baixa e confortável.
Os quartos pedem uma iluminação mais suave, com lâmpadas de temperatura mais quente. “O ideal é tenha uma luz mais amarelada” recomenda arquiteta
Os quartos pedem uma iluminação mais suave, com lâmpadas de temperatura mais quente. “É possível usar fluorescentes nesses ambientes, porém, o ideal é que tenha uma luz mais amarelada e, portanto, mais aconchegante”, comenta a arquiteta Laurimar.

A iluminação da cozinha segue um conceito diferente, pois há necessidade de
 luz mais forte do que nos outros cômodos da casa. As lâmpadas ideais são as fluorescentes e pendentes. Por último, o banheiro pede iluminação mais intensa.O proprietário da Illuminarium acrescenta que a iluminação indireta deve ser utilizada nesse ambiente para favorecer o relaxamento. Sendo assim, abuse de luminárias, abajures ou arandelas.
“Uma boa iluminação auxilia na criação do que chamamos de cenário. É importante não apenas no ponto de vista da estética, mas também para o funcional”, finaliza Laurimar Coelho.
FONTE:REVISTAIMOVEIS

Comentários